FOTOGRAFIAS

AS FOTOS DOS EVENTOS PODERÃO SER APRECIADAS NO FACEBOOCK DA REVISTA.
FACEBOOK: CULTURAE.CIDADANIA.1

UMA REVISTA SEM FINS LUCRATIVOS

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Projeto inovador reúne conhecimentos sobre favelas cariocas

O Programa de Estudos da Esfera Pública (PEEP) da Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas da FGV (EBAPE), coordenado pela professora Sonia Fleury, lança novo projeto de pesquisa: o “Dicionário Carioca de Favelas”, que inclui também as Bibliotecas Virtuais, objetiva criar uma plataforma Wiki que agregue os conhecimentos produzidos sobre as favelas cariocas, além de permitir a criação coletiva de verbetes, documentos e iconografia.
O Dicionário Carioca de Favelas busca suprir uma lacuna em área transdisciplinar do conhecimento que é o estudo das favelas, reunindo os conhecimentos produzidos em eixos temáticos, tais como histórico sobre o local (incluindo linha do tempo, instituições e personalidades e condições socioeconômicas), as políticas públicas de urbanização, segurança e sociais. Também estão presentes informações sobre associativismo e sociabilidade, cultura e formação da juventude, dentre outros, bem como acervos bibliográficos e fotográfico existentes em outras instituições.  
A iniciativa baseia-se em plataforma Wiki, portanto, tem objetivo de ser dinâmico, cumulativo e aberto à produção coletiva. A metodologia e modelagem do seu funcionamento buscam assegurar rigor científico, além de ser um instrumento mobilização da produção coletiva de conhecimentos sobre as favelas do Rio de Janeiro. As bibliotecas buscam colocar ao alcance dos interessados textos, documentos e fotos existentes sobre as favelas e estimular a produção coletiva da memória sobre cada favela em particular.
O Dicionário Carioca de Favelas e as Bibliotecas Virtuais de Favelas contam com apoio financeiro da Rede de Pesquisa e Conhecimento Aplicado da FGV e do Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq). Os projetos receberam ainda apoio técnico e operacional da TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação da FGV) para criação de um espaço que vai abrigar as plataformas da Biblioteca e Dicionário na biblioteca acadêmica da FGV.
Em sua rede institucional estão parceiros como o CEVIS e o IESP da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), o Instituto de computação da Universidade Federal Fluminense (UFF), o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IPPUR), o UrbanData do Observatório das Metrópoles da USP, o Núcleo Piratininga de Comunicação (NPC), o Grupo ECO do Santa Marta, o Centro de Estudos e Ações Culturais e Cidadania (CEACC) da cidade de Deus e o Raízes em Movimento (CEPEDOCA) do Alemão e  a Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) com pesquisadores da Casa de Oswaldo Cruz, da Coordenadoria de Cooperação Social da Presidência, e do Instituto de Comunicação e Informação Tecnológica em Saúde.
A primeira reunião da equipe do PEEP com as instituições parceiras para delineamento das funções de acordo com a metodologia, estrutura e dinâmica de implantação do Dicionário e Bibliotecas virtuais acontecerá na próxima segunda-feira, dia 14 de Agosto de 2017, na EBAPE, a partir das 16h