FOTOGRAFIAS

AS FOTOS DOS EVENTOS PODERÃO SER APRECIADAS NO FACEBOOCK DA REVISTA.
FACEBOOK: CULTURAE.CIDADANIA.1

UMA REVISTA SEM FINS LUCRATIVOS

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Hackathon de Sustentabilidade, no Parque Tecnológico da UFRJ

Como transformar o meio urbano em um espaço mais inteligente e sustentável?
Esse é o questionamento que norteia o primeiro Hackathon de Sustentabilidade no espaço do Parque Tecnológico da UFRJ, que acontecerá entre os dias 06, 07 e 08 de Dezembro de 2016. O Evento tem por objetivo criar e implementar ideias para um futuro mais sustentável através de intervenções no espaço urbano. Acreditamos que a relação do homem com o Meio Ambiente pode ser hackeada através da tecnologia e da produção de dados abertos, criando um mundo saudável que cuide da terra, das pessoas e priorize a partilha justa. Desta forma, durante três dias, 25 participantes divididos em grupos de até 5 pessoas, ficarão imersos a um ambiente colaborativo com o objetivo de desenvolver soluções e ideias aplicáveis ao espaço do Parque Tecnológico, de forma que possa ser replicável em outros lugares.
cronograma-01-editada
Inscrição: https://www.sympla.com.br/hackathon—sustentabilidade__97701
Mais informações: https://www.facebook.com/CultivaRJ

Seminário Mídia e Educação

Grupo de Pesquisa Mídia, Jornalismo Audiovisual e Educação (MJAE), do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGCOM-ECO/UFRJ), realiza, nos dias 06 e 07 de dezembro, o Seminário Mídia e Educação, que acontece das 9h às 16h, na Casa da Ciência da UFRJ.
seminario-midia-e-educacao-02
Na programação do seminário, pesquisadores e professores de diferentes instituições de ensino refletem sobre diálogos possíveis entre as áreas da Comunicação e Educação. Eles também ponderam sobre processos de ensino e aprendizagem capazes de interagir com a cultura das mídias para a promoção do exercício da cidadania.
banner-seminario-300-dpi-v2-editada
A inscrição é gratuita e pode ser feita a partir do link http://migre.me/vjspW, mas necessita de confirmação. Os participantes que comparecerem aos dois dias do evento e realizarem a avaliação presencial do seminário, serão certificados.
A programação completa está disponível no site www.mjae.com.br e também no Facebookhttps://www.facebook.com/events/1659778597668695/.
Endereço de contato: seminariomidiaeeducacao@gmail.com.
A Casa da Ciência fica na Rua Lauro Müller, nº 3 – Botafogo (RJ), em frente ao Shopping Rio Sul e ao lado do antigo Canecão.

II Sicea Inter-regional Sul-Sudeste e IV Jornada Acadêmica do CAp/ UFRJ

iisicea
O Colégio de Aplicação da UFRJ promoverá o II Seminário Inter-regional Sudeste-Sul dos Institutos, Colégios e Escolas de Aplicação com o tema Ocupar e resistir: desafios e urgências contemporâneas da formação docente e a IV Jornada Acadêmica do CAp/UFRJ.  O SICEA e a JACAp ocorrerão nos dias 02, 03 e 04 de dezembro de 2016, na sede do Colégio (Lagoa) e no Salão Pedro Calmon (Praia Vermelha).
O Seminário Inter-regional tem frequência bianual e integrará o III Seminário Regional Sudeste. Convidamos docentes, técnicos administrativos  dos Institutos, Colégios e Escolas de Aplicação e discentes da graduação e da educação básica da UFRJ a compartilharem suas pesquisas, saberes e práticas.

Estudo internacional avalia retorno econômico de projetos de sustentabilidade

O Centro de Estudos em Sustentabilidade (GVces) da Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP) acaba de lançar, em parceria com a Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) – agência alemã de cooperação internacional – o estudo “Retorno Econômico de Projetos de Sustentabilidade: Redefinindo o valor dos investimentos de multinacionais no Brasil”. A publicação é o resultado de um ano da iniciativa para análise econômico-financeira de projetos de sustentabilidade, realizada no âmbito do Programa Emerging Market Multinationals Network for Sustainability (EMM), que conta com 250 líderes de empresas multinacionais, com sede ou que operam em economias emergentes, para melhorar os padrões de sustentabilidade no mercado.
Essa iniciativa, chamada de “ROI Sustentabilidade” em alusão ao termo financeiro ROI – Return on Investment,teve como objetivo mensurar o retorno econômico-financeiro de projetos de sustentabilidade em empresas, com vistas a auxiliar as organizações participantes a identificar e simular o retorno de determinados aspectos da sustentabilidade e, ao mesmo tempo, criar um ambiente propício à troca de aprendizados e experiências entre essas empresas.
Além disso, a inciativa buscou criar um ambiente de diálogo sobre o tema finanças e sustentabilidade, contribuindo para a integração e o engajamento de diferentes áreas das empresas participantes, bem como oferecer elementos para que os tomadores de decisão possam mensurar os retornos de projetos e ações de sustentabilidade, implantadas ou potenciais. O projeto também buscou contribuir com as iniciativas da rede EMM (Enterprise Mobility Management) para transformar desafios de sustentabilidade em soluções de negócios bem sucedidas.
Para atender a esses objetivos, foram desenvolvidos 11 estudos de casos em sete empresas participantes instaladas no Brasil, dentre as quais estão AES Brasil, Grupo Boticário, Siemens, Adidas, CPFL Energia e Votorantim.
O estudo completo encontra-se disponível no site.

Pesquisas na área de Finanças Públicas são premiadas

O Prêmio de Monografias da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) chega à sua 21ª edição em 2016. O já tradicional concurso tem como objetivo estimular a pesquisa na área de Finanças Públicas, reconhecendo trabalhos de qualidade técnica e de aplicabilidade na Administração Pública. O projeto tem o apoio da Fundação Getulio Vargas, com a coordenação do professor Paulo Motta da Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas da FGV (EBAPE), e conta com a participação do professor Vagner Ardeo, também da EBAPE, membro da Banca Julgadora que escolheu os vencedores desta edição.
Na edição deste ano, foram avaliados mais de 120 trabalhos de especialistas em Políticas Fiscais e Finanças Públicas sobre o tema desta edição: “Política Fiscal e Contabilidade Pública”. A dupla vencedora foi formada por Helano Borges Dias e Joaquim Pinto de Andrade, coautores da pesquisa “Gerenciamento da Dívida, Política Fiscal e Ciclos Econômicos no Brasil”. O estudo buscou entender como o gerenciamento da dívida pública e a política fiscal podem influenciar os ciclos econômicos em modelos de equilíbrio geral dinâmicos e estocásticos, aplicados para o caso brasileiro.
Também foram premiados os trabalhos de Rodrigo Octávio Orair, Sergio Wulff Gobetti e Fernando de Faria Siqueira (“Política Fiscal e Ciclo Econômico: uma análise baseada em multiplicadores do gasto público”) – 2º lugar; Josué Alfredo Pellegrini (“Gasto Tributário: aspectos conceituais, experiência internacional e o caso do Brasil”) – 3º lugar; Julyana Covre e Leonardo Bornacki de Mattos (“A Situação Fiscal e os Ciclos Políticos nos Municípios Brasileiros: uma análise a partir de dados em painel dinâmico espacial”) – 4º lugar; e Rodrigo Rodrigues (“A Formação do Estado Brasileiro a partir da Ótica do Gasto Público: uma análise do gasto por Ministério entre 1822 e 2015”) – 5º lugar. A comissão ainda concedeu menção honrosa aos trabalhos de Fabiano Mezadre Pompermayer(“Simulação de Parceria Público Privada para as Rodovias Federais: impactos positivos sobre o orçamento fiscal”) e de Walter Luiz da Costa (“Contribuição à Metodologia de Apuração do Resultado Fiscal nos Estados Brasileiros: um estudo empírico de 2008 a 2015”).
O prêmio é referência não só pela quantidade e qualidade dos trabalhos apresentados, mas também pelo impacto e repercussão provocados na Administração Pública, no meio universitário do país e na área de Finanças Públicas em geral.  Os autores receberam os seus prêmios no último dia 24 de novembro, em cerimônia realizada em Brasília, que contou com a presença de diversas autoridades, entre elas, Ana Paula Vescovi, atual secretária do Tesouro Nacional, que possui mestrado em Administração Pública pela EBAPE; Otávio Ladeira, secretário-adjunto do Tesouro Nacional; Líscio Camargo, subsecretário de Assuntos Corporativos do Tesouro Nacional; Manuel Augusto Silva, diretor-geral da ESAF; Carlos Mussi, diretor da CEPAL no Brasil; e Francisco Gaetani, presidente da ENAP.
Para ter acesso às pesquisas premiadas, acesse o site.

Abertura Exposição "Preservando a Animação"

II Global Forum on Sustainable Procurement

II Global Forum on
Sustainable Procurement


Rio de Janeiro - 5 de dezembro de 2016

Venha debater com palestrantes nacionais e internacionais o tema das Compras Sustentáveis e seu impacto para as organizações!

https://gallery.mailchimp.com/d1776534e042dfa10bb62ec89/images/12d951d3-7c36-4c89-8bd3-5319e2918b28.jpg




https://gallery.mailchimp.com/d1776534e042dfa10bb62ec89/images/9771d1e3-940d-40b6-b899-0a04a7ed13df.png

"One of the benefits of ISO 20400 for business will be to start to dispel this myth that sustainability costs more. If we can have good competitive market for sustainable producs and serviceswe can save money and deliver better environmental, social and economic outcomes."

Shaun Mccarthy
Action Sustainability / UK



https://gallery.mailchimp.com/d1776534e042dfa10bb62ec89/images/2437d52a-33b3-4015-a3d8-f97d133723f4.png

https://gallery.mailchimp.com/d1776534e042dfa10bb62ec89/images/9771d1e3-940d-40b6-b899-0a04a7ed13df.png

"Through procurement we have an impact on the utilisation of resources, thus on the degradation of the environment, pollution, carbon emissions and social aspects. It is urgent to procure in a better wayand one needs is to learn how to do it." 

Farid Yake
UNEP / France




https://gallery.mailchimp.com/d1776534e042dfa10bb62ec89/images/5634143b-3b4d-4df8-bbe6-27e22cb36dc0.jpg



https://gallery.mailchimp.com/d1776534e042dfa10bb62ec89/images/9771d1e3-940d-40b6-b899-0a04a7ed13df.png

"A sustentabilidade é uma questão irreversível. Comprar de maneira susténtável é um caminho sem volta. A decisão não é mais se vamos fazer isso, mas como vamos fazer isso." 

Raquel Breda dos Santos

Ministério do Meio Ambiente / Brazil

II Global Forum on Sustainable Procurement



 

 Patrocinadores
https://gallery.mailchimp.com/d1776534e042dfa10bb62ec89/images/3b4cd27b-9bc2-4cb6-bb1a-f1b164499454.jpg
https://gallery.mailchimp.com/d1776534e042dfa10bb62ec89/images/aee44a1a-3702-4a82-b9f1-a938394bfcfa.jpg
https://gallery.mailchimp.com/d1776534e042dfa10bb62ec89/images/aee44a1a-3702-4a82-b9f1-a938394bfcfa.jpg
  

Apoiadores Institucionais
Resultado de imagem
https://gallery.mailchimp.com/d1776534e042dfa10bb62ec89/images/07317a0a-8e8e-4d6e-9255-4ddc5f53b92c.jpg
https://gallery.mailchimp.com/d1776534e042dfa10bb62ec89/images/1c315a94-5ff1-4ac9-bebd-efb7ae580354.jpg
https://gallery.mailchimp.com/d1776534e042dfa10bb62ec89/images/d851e35a-98df-463f-9c02-a0035079c6cc.png


Organização
https://gallery.mailchimp.com/d1776534e042dfa10bb62ec89/images/b55424bf-d964-4806-82c6-3994a9b3615f.png
https://gallery.mailchimp.com/d1776534e042dfa10bb62ec89/images/f8422820-11b5-4e0c-a374-1b19b5dcb45d.jpg


Copyright © 2016 Global Forum on SP - Rio, All rights reserved.
Lista de teste

Our mailing address is:
Global Forum on SP - Rio
Rua Sorocaba
146
Rio de JaneiroRJ 22271110
Brazil


Want to change how you receive these emails?
You can 
update your preferences or unsubscribe from this list
Email Marketing Powered by MailChimp

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Bezenismo: centro de estudos debateu exposição nos postos de combustível

Silêncioso, invisível e letal. Os riscos à saúde causados pelo benzeno, substância cancerígena presente nos combustívels, há muito são conhecidos pela comunidade científica. Na década de 1990, quando foi instituida a Comissão Nacional do Benzeno, normas regulatórias foram impostas às indústrias químicas e siderúgicas, mas os postos de combustível ficaram de fora. Agora, um anexo foi incluído à legislação para dar conta também da exposição nos postos. Ainda que alvo de críticas pelas concessões que foram feitas nas discussões tripartites entre governo, trabalhadores e donos de postos, é a primeira vez que esse serviço é regulado no que diz respeito ao benzeno. No último dia 23 de novembro, o Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos da ENSP debateu os aspectos legais, técnicos e científicos do tema. Na ocasião, foram apresentados dados de um extenso dossiê elaborado a partir de estudos feitos em oito estados brasileiros. Pesquisadores, representantes dos trabalhadores e ténicos que trabalham com Saúde do Trabalhador estiveram presentes na discussão. Veja nos três vídeos abaixo a íntegra das mesas e palestras.  

O primeiro a falar no Ceensp foi Eduardo Algranti, editor-chefe da Revista Brasileira de Saúde Ocupacional. A RBSO editou, recentemente, um dossiê com 12 textos, entre ensaios, artigos e relatos de experiência, sobre o benzenismo. Maria Juliana Corrêa, da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre falou em seguida, destacando o longo processo que resultou no dossiê, envolvendo trabalhadores e técnicos. A doutoranda do Cesteh/ENSP Isabele Costa Amaral apresentou dados de sua pesquisa, que avaliou a exposição nos postos na zona norte e oeste do Rio de Janeiro.
 
 
 

Depois da apresentação de Isabele, Adriana Skamvetsakis, do Cerest da Região dos Vales, falou sobre a experiência de exposição ao benzeno nos postos do Rio Grande do Sul. Flavia Ferreira de Souza, da Cordenação Geral de Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde relatou a experiência de exposição em Itaberaba, na Bahia. Isabel Muniz Perini, da Coordenação de Vigilância em Saúde do Trabalhador de Vitória falou sobre a situação dos postos no Espírito Santo. Ubirani Otero, do Inca, falou de resultados obtivos em postos do Rio de Janeiro.


Encerrando o Ceensp, Alexandre Jacobina, ex-coordenador de Vigilância da Saúde do Trabalhador da Bahia e representante do Ministério da Saúde na Comissão Permanente do Benzeno, falou sobre os avanços e retrocessos do anexo que incluiu a atividade dos postos de combustível nas normas que regulamentam a exposição ao benzeno no Brasil. Além do Ceensp, os debates sobre benzenismo e o risco da exposição nos postos se estendeu para a parte da tarde e ao longo do dia seguinte, no Cesteh.

Vinos Andaluces, Vinos Singulares

VINOS ANDALUZES VINHOS SINGULARES

VINHOS Andaluzes
VINHOS Singulares

7 de dezembro
quarta-feira - 18:30

Com Carmen Prieto
Doutora em Economia com formação em Viticultura e Enologia
pela Universidade de Córdoba(Espanha)

Auditório Instituto Cervantes
A conferência será em espanhol
Inscrições pelo e-mail
adx1rio@cervantes.es


VAGAS LIMITADAS!

Seminário Memória das olimpíadas

memoria das olimpiadas_convite
memoria das olimpiadas_convite

Lançamento do Livro Crimes Políticos - A hermenêutica de Victor Nunes Leal no STF

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

EBAPE inaugura Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais

A Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas da Fundação Getulio Vargas (EBAPE) inaugura hoje, dia 28 de novembro, o Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais (CEIPE). O lançamento acontece em associação ao Programa de Política Educacional Internacional da Universidade de Harvard e será realizado no Palácio da Cidade, no Rio de Janeiro, às 15h, com a presença de especialistas e autoridades.
Na ocasião, estarão presentes: Carlos Ivan Simonsen Leal (presidente da FGV); Flavio Vasconcelos (diretor da EBAPE); Claudia Costin (diretora do CEIPE); Jenny Perlman Robinson (Instituto Brookings); Fernando Reimers(professor da Universidade de Harvard); Flavio Dino (governador do Maranhão); Felipe Camarão (secretário de Educação do Estado MA); Wagner Victer (secretário de Educação do Estado RJ); Helena Bomeny (secretária de Educação do Município do RJ); Marco Aurélio Marrafon (secretário de Educação do Estado do MT); Teresa Bergher (vereadora do Rio de Janeiro); José Eduardo Amantinni (prefeito de Itapuí SP); e Rafael Parente(especialista em Inovação na Educação).
Segundo Flavio Vasconcelos, diretor da EBAPE, a criação do CEIPE tem o objetivo de fortalecer a capacidade da Escola de impactar mais diretamente as políticas públicas. Ao mesmo tempo, sua inserção num ambiente de grande circulação de estudantes e pesquisadores permitirá a construção de uma conexão mais íntima do conhecimento adquirido com a sua aplicação às necessidades prementes do país. 
Sob a liderança de Claudia Costin, ex-secretária municipal de Educação do Rio de Janeiro e diretora global de Educação do Banco Mundial até recentemente, o CEIPE será um centro de pesquisa aplicada e implementação de políticas educacionais inovadoras e efetivas, com o objetivo de gerar ganhos sustentáveis de aprendizagem para crianças e jovens brasileiros. O foco será a qualificação da primeira infância e a equidade e personalização dos processos de aprendizagem.
O CEIPE vai auxiliar na idealização, planejamento, implementação, acompanhamento e avaliação de políticas educacionais inovadoras em áreas prioritárias, como a formação de gestores da educação e professores.  
"O Centro é uma iniciativa importante diante da realidade brasileira, em que a melhoria do nosso sistema educacional vem acontecendo de forma muito lenta e desigual. Ele surge, entre outras coisas, para promover a aceleração e a transformação positiva de sistemas educacionais no Brasil”, explica Cláudia.
Segundo dados do Observatório do Plano Nacional de Educação (PNE), menos de 10% dos jovens que concluem o ciclo de educação básica e obrigatória no Brasil adquirem os conhecimentos e desenvolvem as competências e habilidades mínimas necessárias para a vida de cidadãos brasileiros.  Estados e cidades obtêm resultados muito diferentes, e o status socioeconômico, a etnia e a escolarização da família do jovem exercem grande influência em seu aprendizado.
Cláudia, que atualmente é professora visitante na Faculdade de Educação da Universidade de Harvard, reforça os dados do PNE ao considerar que os maiores problemas da educação brasileira são a falta de qualidade e de equidade. 
“Em todas as avaliações oficiais, nacionais e internacionais, nossos resultados são preocupantes. O Brasil figura, em todas as edições do PISA – a avaliação internacional mais respeitada no mundo –, em posições incompatíveis com o seu estágio de desenvolvimento”, aponta.
A nova unidade da EBAPE também terá apoio do Instituto Brookings. Durante o evento, haverá o lançamento de três publicações voltadas para o setor: “Por uma Nova Formação Continuada”; “Ensinar e Aprender no Século XXI – versão brasileira da última publicação de Fernando Reimers”; e “Millions Learning – Ampliando a escala da educação de qualidade em países em desenvolvimento”.