FOTOGRAFIAS

AS FOTOS DOS EVENTOS PODERÃO SER APRECIADAS NO FACEBOOCK DA REVISTA.
FACEBOOK: CULTURAE.CIDADANIA.1

UMA REVISTA SEM FINS LUCRATIVOS

sábado, 25 de março de 2017

Minas ao Luar 2017

Depois de muito tempo sem apresentações do Minas ao Lua   na Praça de Santa Tereza, o projeto promovido Sesc-MG está de volta, para especialmente  comemorar o centenário oficial do samba e ainda os cem anos do Lions Club, neste sábado, 25 de março, o Minas ao Luar. Na programação o coral Puer Singers, do Instituto de Educação de Minas Gerais, o grupo Canta Brasil e a Velha Guarda do Samba de Belo Horizonte e, no encerramento da noite, Monarco e a Velha Guarda Portela.
A apresentação como manda a tradição será feita pelo jornalista Carlos Felipe Horta, que tem sido o mestre de cerimônias do Minas ao Luar durante anos, inclusive quando era realizado com frequência em Santa Tereza. Carlos Felipe ressalta que ” nada mais justo do que ser escolhido o Santa Tereza para essa edição especial de comemoração dos 100 anos do samba, pois o bairro podemos considerar que o bairro tem sido o berço do samba e da música. É um dos locais mais musicais da cidade”.

Carlos Felipe convida todo mundo pra curtir o Minas ao Luar neste sábado, dizendo que ” é imperdível pois tem músicos da primeira qualidade como a Velha Guarda do Samba junto com o Canta Brasil e a Velha Guarda da Portela. Além disso é uma honra ter o músico Monarca, que do alto dos seus 80 anos, é um dos decanos da samba no Brasil. Outro ponto importante é ouvir o coral Puer Singers, formado por gente jovem, muitos adolescentes cantando samba. Isso sem falar da seleção musical que está primorosa, com destaque para o samba de raiz, aquele samba, vamos dizer original. Vale a pena.”
Sobre os artistas
O grupo Canta Brasil Choro & Companhia reúne os músicos: Gustavo Monteiro (violão), Carlos Boëchat (pandeiro), José Carlos Choairy e Vinicius Juliano (cavaquinhos) e Leonardo Macedo (flauta).  A banda com 17 anos de história destaca-se entre os grupos que se dedicam a resgatar importantes clássicos do repertório popular brasileiro, com harmonias modernas e arranjos leves, porém ousados e criativos
Coral Puer Singers é formado por alunos e ex alunos do Instituto de Educação de Minas Gerais.  Composto por jovens cantores  foi criado em 2010. Já participou de diversas apresentações de gala, encontros de corais e concertos natalinos.

O Velha Guarda do Samba de Belo Horizonte reúne personalidades importantes da história do samba da cidade. Carlinhos Visual, Clélia dos Santos, Edmilson Nunes, Juarez Araújo, Lagoinha, Lucinha Bosco, Mandruvá, Manoelzinho, Mauro Romeiro, Mauro Saraiva, Mestre Conga, Dona Eliza,  Paulo Reis, Plínio Saraiva e Silvio Luciano. O grupo salvaguarda história do samba e ao mesmo tempo promove e apoia projetos pedagógicos e educacionais sobre a história e cultura Afro-Brasileira.
A Velha Guarda da Portela
Fundada em 1970 por Paulinho da Viola, . Neste mesmo ano de fundação da Velha-Guarda, Paulinho da Viola produziu o primeiro disco do grupo. A formação  varia, principalmente porque muitos integrantes são idosos. Afinal, para ingressar na Velha Guarda é preciso “ter passado”. A atual formação conta com Jair do Cavaquinho, Guaracy, Monarco, Casquinha, Cabelinho, Argemiro, Davi do Pandeiro, Casemiro, Serginho Procópio e as pastoras, Áurea Maria, Surica, Doca e Eunice.
Monarco da Portela

Nascido no subúrbio carioca de Cavalcanti, Hildemar Diniz passou a infância entre Nova Iguaçu antes de ir para Oswaldo Cruz, subúrbio do Rio onde fica a Portela, aos dez anos de idade. Desde criança teve contato com os sambistas da escola, integrando blocos e compondo sambas ainda na infância. Em 1950 passou a integrar  a ala dos compositores da Portela, e se apresenta atualmente com a Velha Guarda. Também é diretor de harmonia da escola.

. Suas composições são gravadas constantemente por outros intérpretes de samba, como Beth Carvalho, Martinho da Vila, Paulinho da Viola e Roberto Ribeiro. Entre seus maiores sucessos estão “Vida de Rainha”, “Passado de Glória” e “Coração em Desalinho”, parceria com Ratinho gravada por Zeca Pagodinho.
Serviço

Minas ao Luar – Centenário do samba
Local: Praça Duque de Caxias, Santa Tereza
Hora; 20h30
Data: 25 de março, sábado

Transporte público para Santa Tereza

Metrô, descer na estação Santa Tereza e caminhar 4 quarteirões até a Praça
Ônibus:   9103, 9210