FOTOGRAFIAS

AS FOTOS DOS EVENTOS PODERÃO SER APRECIADAS NO FACEBOOCK DA REVISTA.
FACEBOOK: CULTURAE.CIDADANIA.1

UMA REVISTA SEM FINS LUCRATIVOS

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Arte ajuda pesquisadores a pensar de uma maneira inovadora



Pesquisadores da Alemanha estarão em BH, na 69ª Reunião Anual da SBPC, realizando diversas atividades com esta finalidade.

Uma delegação alemã de pesquisadores organizada pelo Centro Alemão de Ciência e Inovação – São Paulo (DWIH-SP) participará da 69˚ reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), de 16 a 22 de julho na Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte. Dentre as mais de 240 atividades confirmadas no evento, que tem como tema “Inovação - Diversidade - Transformações”, artistas e pesquisadores da Universidade Técnica de Dortmund (TU Dortmund), da Alemanha, preparam uma programação especial.
Além de uma conferência e de um minicurso que integram a programação científica do evento, serão realizadas diversas atividades no estande do DWIH-SP da ExpoT&C para mostrar aos participantes como a arte pode contribuir para o desenvolvimento do trabalho científico.
“Nas nossas pesquisas no ID Factory, criamos métodos de como desenvolver competências que serão exigidas no futuro. Estratégias artísticas serão apresentadas com a intenção de fazer essa transferência para a pesquisa científica”, explica Ursula Bertram, diretora do ID Factory, centro de pesquisa da TU-Dortmund.
Ela conta que os workshops vão incentivar os participantes a pensar de uma maneira mais inovadora. A programação inclui ainda uma atividade diária, dinâmica, visual e quase sem palavras em que organizadores e visitantes serão levados a formular novas perguntas e pensar em respostas inusitadas.
Alguns trabalhos também ficarão expostos no estande, como o livro organizado pela pesquisadora Judith Klein. A obra, que será lida por uma “voz” de computador, foi inspirada na digitalização de histórias e narrativas analógicas e faz referência ao tema da conferência: comunicação digital e inovação.
A pesquisadora do ID Factory preparou também um hotspot de internet diferente. Em vez da conexão por wifi, os visitantes serão surpreendidos por um vídeo que aborda o tema da manipulação de informações e os atuais mecanismos de monitoramento. Como parte do projeto, o estande do DWIH-SP também vai exibir um curta-metragem de oito minutos com o monólogo de um havaiano sobre mudanças de realidade.
O trabalho dos pesquisadores e artistas da TU Dormund é baseado no método conhecido como pensamento tridimensional ou Visual Thinking. O conceito, difundido principalmente pelo psicólogo Rudolf Arnheim na década de 1970, aborda maneiras de organizar os pensamentos a fim de aprimorar a comunicação, baseadas na representação e imagens – um modo eficiente de transformar ideias complexas em informação compreensível.

SERVIÇO:

CONFERÊNCIA
THE MISSING LINK - WHY SCIENCE AND ECONOMY NEED ARTISTIC RESEARCH
Data: 17/07, das 10h30 às 12h00
Auditório 3 da UFMG
MINICURSO
THE MISSING LINK: ARTISTIC RESEARCH
Data: 18 a 21/07, das 8h00 às 10h00
Local: CAD 2 - Sala B 513

ESTANDE DO DWIH-SP NA EXPOT&C
Datas e horários:
17/07, das 8h às 18h
18 a 21/07, das 9h às 18h
22/07, das 8h às 17h

Todas as atividades serão realizadas nas dependências da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG): Av. Pres. Antônio Carlos, 6627 - Pampulha, Belo Horizonte – MG.