FOTOGRAFIAS

AS FOTOS DOS EVENTOS PODERÃO SER APRECIADAS NO FACEBOOCK DA REVISTA.
FACEBOOK: CULTURAE.CIDADANIA.1

UMA REVISTA SEM FINS LUCRATIVOS

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

A História das Embalagens: Limpeza Urbana



O Centro Cultural Zilah Spósito (CCZS) recebe a exposição “A História das Embalagens”, que percorre diversos centros culturais de Belo Horizonte, reforçando a ideia de que “cidade limpa também é cultura”.
A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) e a Fundação Municipal de Cultura (FMC).
A montagem itinerante apresenta a utilização das embalagens através do tempo, buscando sensibilizar visitantes sobre o desperdício, o consumo exagerado e a necessidade da participação de todos na mudança de hábitos para a preservação ambiental.
Técnicos do Departamento de Políticas Sociais e Mobilização da SLU desenvolverão ações de incentivo nas escolas localizadas no entorno do CCZS para que, além da visitação, a exposição promova uma reflexão entre professores e alunos sobre a influência dos resíduos em nossa sociedade.
A iniciativa chama a atenção para o aumento de materiais descartáveis produzidos ao longo da história. Para isso, serão utilizados objetos dispostos de forma a envolver o espectador, levando-o a observar evidências do desperdício e a refletir sobre atitudes incorretas e a responsabilidade de todos na geração de resíduos. “A exposição é um instrumento artístico para colocar em evidência a necessidade de repensarmos hábitos em relação ao descarte indiscriminado de embalagens, confrontando a obra com nossas experiências de consumo”, explica Elania Matos, técnica em Mobilização Social da SLU. “É uma maneira de contribuir para a construção de um novo conceito sobre o descartável, por meio do qual o cuidado com a limpeza passa ser considerado um valor cultural”, pondera.
Ilustrações e materiais que apresentam os diversos tipos de embalagens utilizados em diferentes períodos da história, incluindo Pré-História, Grécia Antiga, Idade Média, Renascimento, Revolução Industrial e Modernidade compõem a exposição.
Além do acondicionamento, da proteção e do transporte do produto, a embalagem passou a ter uma função de informação e venda, tornando-se uma estratégia de comunicação utilizada pelas empresas para atrair, instigar e seduzir consumidores. Os produtos duram cada vez menos, incentivando a compra de novos produtos, o que favorece o desperdício.
De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos é o conjunto de atribuições individualizadas e encadeadas dos fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes, consumidores e titulares dos serviços públicos de limpeza urbana e de manejo dos resíduos sólidos para minimizar o volume de resíduos sólidos e rejeitos gerados, bem como reduzir os impactos causados à saúde humana e à qualidade ambiental decorrente do ciclo de vida dos produtos.
Formas de acesso:
Gratuito
Público
Público Geral
Faixa etária/Classificação:
Livre
Quando:
De 1 a 12 de novembro, terça a sexta, das 8h30 às 18h; sábado, das 9h às 13h.
Endereço:Rua Carnauba, 286 /Conj. Zilah Spósito
Bairro: Jaqueline
Telefone:
3277-5498 / 3277-1839
E-mail:
cczs.fmc@pbh.gov.br