FOTOGRAFIAS

AS FOTOS DOS EVENTOS PODERÃO SER APRECIADAS NO FACEBOOCK DA REVISTA.
FACEBOOK: CULTURAE.CIDADANIA.1

UMA REVISTA SEM FINS LUCRATIVOS

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Novembro no CCJF

Maio 2015
/exposição
Música no Museu2ª Bienal Internacional da Caricatura / artes plásticas
A mostra 2ª Bienal Internacional da Caricatura é uma homenagem aos 100 anos do 1º Salão dos Humoristas de 1916, o primeiro Salão de Humor brasileiro que agrupou - fato nunca acontecido antes - todos os grandes artistas da nossa caricatura, marcando época no início do século XX. Além da exposição Centenário do 1º Salão dos Humoristas de 1916, a Bienal apresenta outras duas mostras no CCJF: O Kaiser - 100 Anos, comemorativa dos 100 anos da animação pioneira O Kaiser, desenho animado realizado pelo caricaturista brasileiro Seth (Álvaro Marins), precursor do nosso desenho animado; e a exposição: Jorge de Salles - Um Carioca no Mundo do Humor, sobre o desenhista de humor e produtor cultural Jorge de Salles, que dedicou sua vida ao resgate da história e à realização de exposições de caricaturistas brasileiros.

Curadoria: Luciano Magno 
De 17/11 a 15/01
Terça a domingo
12h às 19h
Galerias do 2º andar 
simbolo L
Paisagens de 01 a 06 / artes plásticas
Anos de pesquisa da artista Dolly Michailovska resultam num instigante trabalho, reunindo o figurativo e o abstrato, numa superposição de camadas, quase membranas, de cor, finalizando com estranhos elementos e texturas a bico de pena. As nuances cromáticas em tons quentes consubstanciam estrita ética pictórica. Influência dos construtivistas russos e o convívio com Carlos Scliar tiveram importante peso na pesquisa da linguagem e no cuidado com a escolha e aplicação do material.
Curadoria: Martha Teles 
Até dia 13
Terça a domingo
12h às 19h
Galeria do térreo
 

 simbolo L
Berlin<>Rio: Trajetos e Memórias / fotografia
Este trabalho, contemplado em 2015 com o Prêmio Marc Ferrez de Fotografia da Funarte, apresenta releituras contemporâneas do arquivo familiar de Andreas Valentin. Seu avô paterno, Bruno Valentin - médico, pesquisador e professor universitário - reuniu um acervo documental que se somou a fotografias, cartas e relatos de viagens de seu pai, Gerhard Valentin, realizadas na Alemanha e no Brasil. Entre os poucos pertences que puderam trazer na bagagem, vieram suas memórias e histórias.
Curadoria: Thomas Valentin 
Até 08/01
Terça a domingo
12h às 19h
Gabinete de Fotografia
simbolo L
Topografia do Instante / artes plásticas
A artista visual Fábia Schnoor pesquisa a memória e as possíveis formas de registro do tempo e do homem. A relação constante entre escolha e acaso, o gesto e as propriedades dos materiais permeiam a construção do seu trabalho. Nesta mostra, a artista carioca apresenta sua mais recente produção. Pautas de caderno, tecido e linhas de costura entram como recursos para o desenho expandido em pequenos e grandes formatos.
Curadoria: Keyna Eleison 
Até dia 20
Terça a domingo
12h às 19h
Galerias do 1º andar 
simbolo L
Núcleo Comum / artes plásticas
Thiago Antonio apresenta um conjunto de mais de 30 obras na exposição onde o observador irá se deparar com diversas perspectivas através de videolivros, objetos, desenhos, instalação e poesias. Os trabalhos apresentados em Núcleo Comumrelacionam-se por meio de uma perspectiva intimista e afetiva, em que o espectador é convocado a investigar um universo particular, mas que sempre se produz no contato com o outro ou pela singularidade da vida.
Curadoria: Phillipe Augusto 
Até dia 20
Terça a domingo
12h às 19h
Galerias do 1º andar 
simbolo L
Ao Tapete Vermelho / artes plásticas
A cor é o tema desta exposição site-specific idealizada pelo   artista plástico Umberto França para marcar a presença da técnica da têmpera/pigmento em razão de sua rara difusão no panorama da arte contemporânea brasileira. Um tapete vermelho, executado em carpete pintado em têmpera foi criado para fazer as honrarias aos visitantes do CCJF, em comemoração aos seus 15 anos de atividade, no período de 29 de novembro de 2016 a 23 de fevereiro de 2017. O mito do tapete vermelho é colocado em questionamento quanto a seus efeitos segregadores e o que isto representa para a nossa cultura, ideia que norteou o conceito e a concepção estética desta obra, bem como as ações performáticas de interação com o público, programadas no decorrer da exposição para   promover a acessibilidade, especialmente a deficientes físicos e sensoriais.
Curadoria: Marcus Lontra  
De 30/11 a 23/02
Terça a domingo
12h às 19h
Galerias do 1º andar
simbolo L
A Sereia e o Sapo / artes plásticas
A artista visual Amanda Seiler apresenta pela primeira vez um acervo de fotomontagens, no qual ela cria uma sequência de narrativas com personagens que remetem às fábulas infantis, mas que carregam uma forte carga dramática em seus enredos. Impressões fotográficas, projeções e instalação sonora formam um ambiente inusitado na Galeria Cela.
Curadoria: Marco Antonio Teobaldo 
De 25/11 a 22/01
Terça a domingo
12h às 19h
Galeria do térreo 
 simbolo L
/biblioteca
A Literatura no Cinema / bate-papo
Uma homenagem a João do Rio Claudia Wer, Leonardo Ottonelli e Miguel Santiago exibem trechos de filmes baseados em obras da literatura brasileira, além do curta-metragem Cinematographo, que foi produzido por eles, e tem como inspiração o livro A Encantadora Alma das Ruas, do carioca João do Rio. Após as exibições, um bate-papo sobre as obras que foram apresentadas.
Dia 10
Quinta
19h
Entrada franca
Vagas limitadas
Sala de leitura do 2º andar
A História do 1º Salão dos Humoristas e de Outros Salões / bate-papo
Dentro da 2ª Bienal Internacional da Caricatura - Brasil, o curador Luciano Magno realizará palestra com visita guiada sobre o centenário do 1º Salão dos Humoristas de 1916, o primeiro salão de humor brasileiro que agrupou - fato nunca acontecido antes - todos os grandes artistas da nossa caricatura. Na ocasião o palestrante abordará ainda a história de outros importantes salões de humor da história do Brasil, e disponibilizará seus livros à venda.
Dia 23
Quarta
19h
Entrada franca
Vagas limitadas
Sala de Leitura do 2º andar
/música
Coco de Roda - Um tributo a Dona Montinha / show
D. Maria do Monte, conhecida no Amaro Branco, em Olinda, como D.   Montinha, nasceu no berço do Coco de Roda e cresceu ouvindo os antigos cantarem e dançarem este ritmo ao som do pandeiro, do ganzá e da zabumba (bombo). O show conta com os integrantes   do Grupo Sopro de Gaia e com convidados, além do áudio e com a voz e a imagem de D. Montinha, já falecida, e de vídeos do Amaro Branco, em Olinda, instrumentos tradicionais do Coco de Roda, palmas, dança e vídeos da viagem de pesquisa à Olinda irá compor um espetáculo sensível e animado, representando a nossa cultura popular como ela merece.
Dia 01
Terça
19h
R$ 20 e R$ 10 (meia)
50 min
Teatro 
simbolo L
Série Música no Museu / concerto
IX Festival Internacional de Sopros/ IX RioWindsFestival
O curador do Festival de Sopros, o oboísta-compositor Harold Emert, teve como fonte de inspiração os Festivais Anuais do International Double Reed Society, e foi participante em 5 versões em várias cidades, além de Buenos Aires e Melbourne. Para ele, o Rio de   Janeiro é uma cidade aberta para novidades e espera que, com este   Festival, comece um novo ciclo, principalmente para os instrumentos de palheta dupla (oboé e fagote) e sopros em geral, ao lado do já vitorioso RioHarp Festival.
Programação: www.musicanomuseu.com.br
Dia 04, sexta, às 13h,
Sala de Sessões
Dias 11 e 18, sextas, às 15h,
Teatro
Dia 17, quinta, às 18h,
Sala de Sessões
Entrada franca
Senhas 1h antes
60 min 
simbolo L

Série Desafios Musicais / concertos em vídeo
Em novembro apresentaremos obras do nosso brasileiríssimo Heitor Villa-Lobos (1887-1959) e do italiano Ottorino Respighi (1879-1936). As orquestras que apresentaremos serão: os 12 Celistas da Filarmônica de Berlim; a Filarmônica de Berlim, com o maestro italiano Riccardo Chailly; a Orquestra Simon Bolívar da Venezuela, com o maestro Gustavo Dudamel, e a première no Brasil da romena Filarmônica George Enescu, de Bucareste, com o maestro Horia Andreescu.
Produção e apresentação: Saulo Chermont 
Dia 12
Sábado
15h
R$ 30 e R$ 15 (meia)
180 minutos
Cinema 
simbolo L
A Casa do SerCertezas Inacreditáveis / show
O novo show de Luiza Borges nos convida para um encontro com o universo da canção contemporânea e marca a transição entre o fim das temporadas do disco Romanceiro, o primeiro da cantora, também de inéditas, e o início da nova empreitada. Como convidados, Thiago Thiago de Mello e Ilessi.
Dia 15
Terça
19h
R$ 30 e R$ 15 (meia)
80 min
Teatro
 simbolo L
Série Violões da AV-Rio / concerto
Duo Maia
Formado pelos gêmeos cariocas Thadeu e Raphael Maia, o Duo surgiu na classe da professora Maria Haro em 2007, no Bacharelado em Violão da   UNIRIO. Iniciaram seus estudos musicais em 1998 com a guitarra elétrica, passando em 2002 a estudar na Escola de Música Villa-Lobos. Em 2009, aprimoram seus conhecimentos de guitarra elétrica com Nelson Faria. Atualmente, preparam as gravações do primeiro CD do Duo, juntamente com o novo projeto voltado para guitarra de sete cordas, transcrevendo e gravando as 15 Invenções de J. S. Bach.
Dia 19
Sábado
17h
R$ 10 e R$ 5 (meia)
75 min
Sala de Sessões
simbolo L
Encontros com Villa / show
Recital IV - Villa-Lobos na Semana de Arte Moderna
O compositor foi o coordenador da parte musical da Semana de Arte Moderna de 1922. Neste recital, apresentaremos o repertório do   compositor naquele acontecimento histórico.
Dia 22
Terça
19h
R$ 20 e R$ 10 (meia)
60 min
Teatro 
 simbolo L
Série Prelúdio 21 / concerto
Nesta edição serão apresentadas obras especialmente compostas para a formação gaita e piano. O programa contará com a interpretação expressiva dos músicos José Staneck (gaita) e Flávio Augusto (piano). O Prelúdio 21 é composto pelos compositores Alexandre Schubert, Caio Senna, J. Orlando Alves, Marcos Lucas, Neder Nassaro e Sergio Roberto de Oliveira.
Dia 26
Sábado
15h
Entrada franca
70 min
Teatro 
simbolo L
O Samba Faz 100 Anos / show
Com os cantores e compositores Tania Malheiros, Roberto Serrão e Osmar do Breque. A direção musical e o violão de sete cordas são de Kiko Chavez; o cavaquinho, de Santista Carlos e as percussões ficam com Gabriel Buzunga e Zé Carlos. O espetáculo, em sua segunda edição, vai celebrar com o público o centenário do primeiro samba registrado no Brasil: Pelo Telefone, de Donga (Ernesto dos Santos) e Mauro de Almeida, ocorrido na Biblioteca Nacional, em 1916. No repertório, compositores que deram continuidade ao gênero: Ismael Silva, Ataulfo Alves, Ary Barroso, Assis Valente, Noel Rosa, Cartola e Carlos Cachaça, Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito, Zé Ketti, além de Nelson Sargento, Xangô da Mangueira, Wilson Moreira e Delcio Carvalho, incentivadores da carreira da cantora. No show, os cantores também apresentarão composições próprias.
Dia 29
Terça
19h
R$ 40 e R$ 20 (meia)
80 min
Teatro
 

 simbolo L
/ideias
Biodanza e a Potência do Viver / oficina
Módulo 3: Vincular-se para Nutrir a Vida
O módulo trabalha sobre a capacidade de cada um em se vincular à vida, produzindo e nutrindo movimentos que potencializam a mesma. Construir vínculos consigo, com o outro e com os espaços que habita.
Informações e inscrições: biodanzapotenciadoviver@gmail.com
Dias 01, 08, 22 e 29
Terças
18h30 às 21h
R$ 150 (módulo)
Laboratório de Movimento
Curta Cinema / workshop de direção e laboratório
Além da tradicional programação de filmes, o CCJF realizará atividades paralelas no Curta Cinema 2016, com início programado para novembro. O objetivo é colaborar na capacitação de jovens profissionais para que atuem no mercado de maneira crítica e possam utilizar o audiovisual como forma de reflexão sobre o mundo. Dentre os eventos, estão o Workshop de Direção Cinematográfica e o Laboratório de Projetos.
Informações e inscrições: www.curtacinema.com.br/atividades@curtacinema.com.br 
Dias 04, 05 e 06
Sexta a domingo
14h30 às 19h
Sala de Cursos e
Sala de Leitura do 2º andar
Cerimônia de Abertura da VI Semana Fluminense do Patrimônio / especial
A Semana Fluminense do Patrimônio (SFP) é um evento anual organizado por diversas instituições científicas e culturais do Rio de Janeiro com o objetivo de divulgar e valorizar o patrimônio cultural fluminense. Neste ano, a 7ª edição, cujo tema é Paisagem e Cultura em Movimento, abrirá com uma apresentação musical com o Núcleo de Cultura Céu na Terra. O repertório irá exaltar a diversidade e a riqueza cultural fluminense e do seu patrimônio material e imaterial, contextualizando particularidades históricas, sociais, musicais, artísticas de diferentes grupos e manifestações presentes no estado do Rio de Janeiro.
Informações adicionais: www.patrimoniofluminense.rj.gov.br/
Dia 08
Terça
18h
Gratuito
Teatro
Onde eu Botei o meu Nariz? / oficina
Uma oficina de palhaçaria é um caminho ao encontro de si mesmo, uma busca de algo que toque a alma. Quem procura por este trabalho tem que estar disposto a identificar seus obstáculos internos e a dar uma boa gargalhada deles. Um processo de autoconhecimento risível, o momento de se reinventar, de se reconhecer como um ser de muitas possibilidades. “É um alívio poder se amar do jeito que se é”.
Informações e inscrições: samantha@asmariasdagraca.com.br
Dias 12, 13, 19 e 20
Sábados e domingos
13h30 às 19h
R$ 400
Laboratório de Movimento 
/teatro
Entregue seu Coração no Recuo da Bateria / peça
O espetáculo narra a história de um casal que repensa a relação momentos antes de entrar na Marquês de Sapucaí. É Carnaval no Rio. O mestre-sala Claudinho já está na concentração da escola de samba, à espera de mais um glorioso desfile na avenida, ao lado da sua mulher, a porta-bandeira Ceci. Mas, cansada do jeito mulherengo do marido, ela decide terminar o casamento - e se recusa a desfilar. A peça faz uma grande homenagem à Sapucaí, às grandes histórias de amor e à força feminina.
Texto: Pedro Monteiro e Marcus Galiña
Direção: Joana Lebreiro
Elenco: Gabriela Estevão, Pedro Monteiro e Jorge Luiz Jeronymo 

De 15/10 a 27/11
Sexta a domingo
19h
R$ 30 e R$ 15 (meia)
85 min
Teatro 
simbolo L
Depois da Terceira Onda / peça
Inspirado no documentário Lesson Plan - A História da Terceira Onda, dirigido por Philip Neel e David H. Jeffery, no filme alemão A Onda, de Dennis Gansel, e, sobretudo, na história do professor norte - americano Ron Jones, o espetáculo conecta-se com um momento histórico brasileiro de extrema importância para a reestruturação sociopolítica do país. Mais do que isso, parece importante especular de maneira poética as possíveis “microditaduras sociais” existentes, bem como aguçar o olhar para a sombra de um regime tão assustador e inquietante.
Dramaturgia e direção: Jarbas Albuquerque
Criação e atuação: Adriana Perin, Daniel Bouzas, Henrique Guimarães, Ignácio Aldunate, Lu Lopes, Maíra Kestenberg, Samuel Vieira
Artistas colaboradores: Bruna Savaget, Daniel Chagas, Felipe Marcondes, Giselle Ribeiro, João Marcelo Iglesias, Luiza debritz, Sofia Vasconcelos e Sá, Tiago D’Ávila 

De 19/10 a 22/12
Quarta e quinta
19h
R$30 e R$15 (meia)
75 min
Teatro 
simbolo L
Paco e o Tempo / peça infantil
O que é o tempo? O tempo está sempre passando? Por onde? Paco vive cheio   de perguntas e curiosidades. Angustiado por estar sempre atrasado, nosso protagonista decide que precisa conhecer o tempo, e parte em uma jornada repleta de surpresas, perigos e novidades. Com humor e poesia, a encenação se utiliza de bonecos, máscaras e formas animadas para abordar as relações de afeto que vão sendo estabelecidas ao longo da saga do menino Paco.
Texto e Direção: Cecilia Ripoll
Elenco: Ademir de Souza e Tania Gollnick  

De 05/11 a 18/12 (exceto dias 26/11 e 10/12)
Sábados e domingos
16h
50 min
R$ 30 e R$ 15 (meia)
Teatro 
simbolo L
/educativo
Rio Antigo - Um Passeio no Tempo / contação de história
Os visitantes são conduzidos a um passeio pela história do Rio de Janeiro, desde sua origem até o advento da República. Narrativas sobre o prédio que abriga o CCJF pontuam as transformações políticas e urbanas pelas quais passou a cidade. Através do uso de acessórios e de vestimentas especiais, além de histórias e curiosidades sobre a cidade, o   público é estimulado a participar das dramatizações.
Agendamento pelos telefones 3261-2567 e 3261-2552 
Terça a sexta
13h às 17h
Entrada franca
Da Justiça à Arte / visita orientada
A visita conta a história do prédio, de sua construção até os dias atuais. Projetado pelo arquiteto Adolpho Morales de Los Rios para ser originalmente o Palácio Arquiepiscopal, o edifício - exemplar da arquitetura eclética - abrigou o Supremo Tribunal Federal de 1909 a 1960. Atualmente, é um dos poucos remanescentes da reformulação da cidade do Rio de Janeiro ocorrida no início do século XX.
Agendamento pelos telefones 3261-2567 e 3261-2552 
Terça a sexta
13h às 17h
Entrada franca
África Hereditária - Interativa / contação de história
Jogos, dramatizações e contações de histórias que convidam à reflexão sobre a cultura africana e estimulam o público a participar como personagem das narrativas. A atividade se utiliza da força da palavra, do canto e da música na tradição dos griots (sábios e contadores de histórias).
Agendamento pelos telefones 3261-2567 e 3261-2552 
Terça a sexta
13h às 17h
Entrada franca
Chá das Cinco com Shakespeare / contação de história para adultos
Homenageando os 400 anos de falecimento do escritor, peças de   Shakespeare serão contadas por Emilson Garcia. Após a contação, um bate-papo sobre a peça no tradicional chá das cinco britânico. Em outubro, será a vez da peça A Tempestade. Numa ilha encantada, vingança, amor e conspirações transitam entre homens e seres fantásticos, contrapondo-se ao desejo de liberdade e reconciliação. Para muitos, a peça foi datada como uma das últimas obras de Shakespeare e considerada como obra-prima.
Inscrições pelos telefones 3261-2567 e 3261-2552 
Dia 19
Quarta
16h
Entrada franca
/cinema
Cineclube Cinefoot / cineclube
Programação especial com filmes de curta e longa duração sobre futebol, tratados pelo olhar e pelo fascínio de inúmeros diretores. As sessões,compostas por filmes que não chegam ao circuito comercial de salas de cinema do país, contam com a curadoria elaborada pelo Cinefoot, o único festival de cinema do Brasil feito para encantar espectadores e torcedores.
Curadoria: Antonio Leal
Programação: www.cinefoot.org

Dia 01
Terça
19h
Entrada franca
Senhas 1h antes
Cinema
Curta Cinema 2016 / festival
Neste ano de 2016 o Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro -   Curta Cinema fará a sua 26ª edição. O CCJF irá receber parte da programação que trará à cidade do Rio um amplo panorama nacional e internacional com o melhor da atual produção independente em   curtas-metragens. Além das suas mostras competitivas, que dão ao Grande Prêmio a qualificação para o Oscar, o CCJF também trará mostras especiais temáticas. O destaque fica para mostra especial Onze Olhares Político-Afetivos. São registros documentais sobre individualidades distintas, cada qual construindo em seu entorno um lugar de pensamento e transformação. As tradicionais atividades de Workshop de Direção e Laboratório de Roteiros voltarão a ocorrer paralelamente à exibição de filmes.
Curadoria: Paulo Roberto Jr. e Gustavo Durate
Programação e classificação indicativa:www.curtacinema.com.br

De 04 a 09 (exceto dia 07)
Entrada franca
Senha 1 hora antes
Cinema
IV Mostra de Filmes Memória em Movimento / mostra
Integrando a VI Semana Fluminense do Patrimônio, a mostra exibirá filmes de curta, média e longa metragem sobre a temática da memória e do patrimônio cultural brasileiro, com destaque para o patrimônio material e imaterial fluminense.
Programação e classificação indicativa: www.patrimoniofluminense.rj.gov.br/
De 16 a 20
Quarta a domingo
Entrada franca
Senha 1 hora antes
Cinema
1º ARCHCINE - Festival Internacional de Cinema e Arquitetura do Brasil / festival
O ARCHCINE - Festival Internacional de Cinema de Arquitetura é o primeiro festival de cinema do Brasil voltado para filmes sobre arquitetura e urbanismo e oferece uma programação que convida à reflexão social e arquitetônica no ambiente urbano, contribuindo e ampliando o debate em torno da cinematografia de arquitetura. Em sua primeira edição, o festival terá duas sessões diárias, debates e homenagens.
Curadoria: Diogo Leal
Programação e classificação indicativa: www.facebook.com/archcinefestival/

Dias 23, 24, 25 e 27
Entrada franca
Senha 1 hora antes
Cinema
Cineclube Gêneros e Sexualidades / cineclube
O Cineclube Gêneros e Sexualidades traz, mensalmente, uma sessão especial de filmes em curta ou longa-metragem. Os filmes selecionados falam sobre sexualidade e identidade de gênero.
Curadoria: Alexander Mello
Programação em www.riofgc.com/cineclubeGS.html

Dia 26
Sábado
17h e 19h
R$ 8 e R$ 4 (meia)
Cinema
         
 FacebookTwitter
Centro Cultural Justiça Federal
Av. Rio Branco, 241 - Centro
Rio de Janeiro - RJ
CEP 20040-009
Terça a domingo,
das 12h às 19h
(55 21) 3261-2550
Bilheteria
(55 21) 3261-2565
Agende sua visita
com o Setor Educativo
(55 21) 3261-2552
Consulte a Biblioteca
(55 21) 3261-2582
Conheça a Sala de Leitura
(55 21) 3261-2581