FOTOGRAFIAS

AS FOTOS DOS EVENTOS PODERÃO SER APRECIADAS NO FACEBOOCK DA REVISTA.
FACEBOOK: CULTURAE.CIDADANIA.1

UMA REVISTA SEM FINS LUCRATIVOS

quinta-feira, 21 de julho de 2016

ENSP e Instituto cubano fortalecem acordos e desenvolvem projetos

A ENSP recebeu a visita do diretor-geral do Instituto Nacional de Higiene, Epidemiología y Microbiología (Inhem/Cuba), Disnardo Raúl Pérez González, para dar continuidade a acordos de cooperação já firmados e tratar de projetos futuros. Entre os principais temas debatidos estavam a continuação do estágio internacional para alunos da Residência Multiprofissional em Saúde da Família e da Residência de Medicina de Família e Comunidade; a realização do próximo Colóquio Brasil Cuba; e, ainda, a publicação conjunta de artigos entre a ENSP e o Instituto cubano. Além de encontros com a Direção da Escola, o visitante se reuniu com integrantes da Assessoria de Cooperação Internacional, do Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana, do Departamento de Ciências Biológicas, Departamento de Saneamento e Saúde Ambiental, e do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria da ENSP.
 
A visita foi bastante proveitosa e com duração de três dias. No Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana, Disnardo Gonzáles conheceu o trabalho desenvolvido a respeito da saúde ambiental, saúde do trabalhador e toxicologia; visitou o ambulatório e os laboratórios do Cesteh, demonstrando interesse em enviar pessoas do Inhem para participar de treinamentos no laboratório de Toxicologia. Já o representante do Departamento de Ciências Biológicas falou sobre o trabalho que desenvolve na área da paleoparasitologia e foram convidados pelo diretor-geral do Inhem a apresentar trabalhos acerca do tema durante oVII Congreso de Higiene y Epidemiología, La Habana, 2016. 
 
O segundo dia de visitas envolveu atividades com o Departamento de Saneamento e Saúde Ambiental (DSSA) e o Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria (CSEGSF) da ENSP. No DSSA, foram identificados pontos de interesse em comum e apresentadas pesquisas em habitação saudável e saúde urbana, realizadas em parceria com o Centro de Referência em Saúde na Habitação da América, da Universidade de Buffalo, em Nova Iorque, que também integra a Red Interamericana de Vivienda Saludable. 
 
No encontro com o Departamento de Saneamento, Disnardo Gonzáles ressaltou que Cuba prioriza a construção de habitações baratas, porém de qualidade. Inclusive existe uma comissão que discute a questão em nível nacional. Segundo ele, o país tem vivido uma mudança de responsabilidade de construção dessas moradias, pois, antes, o Estado era o principal provedor, mas, agora, há incentivo para que a própria população esteja à frente disso. Ele destacou ainda a preocupação do Instituto em desenvolver pesquisas aplicáveis, mais próximas do campo do que da área teórica e propôs a elaboração de uma mesa-redonda sobre Habitação Saudável durante a realização do II Colóquio Brasil-Cuba. Convidou também o corpo de pesquisadores do DSSA a apresentar trabalhos no VII Congreso de Higiene y Epidemiología, La Habana, 2016, uma vez que há interesse em temas desenvolvidos pelo Departamento, como estações de tratamento de esgoto e produção de energia a partir do esgoto, transformação de algas em biocombustíveis e uso de água de qualidade em cultivos próximos a cidades.
 
Durante a reunião, foi lembrada, ainda, a ideia da ENSP em realizar um mestrado profissional na área da habitação saudável, assim como a proposta de um curso de especialização, previsto para iniciar em 2017 - cuja aplicação seja orientada para o campo de atuação profissional específico, ou seja, demandas e questões relativas aos territórios de atuação dos alunos. Gonzáles sinalizou interesse do Instituto em fazer parte dessas duas iniciativas. 
 
Na visita ao Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria, o diretor-geral do Inhem inteirou-se sobre os trabalhos lá produzidos, conheceu um pouco mais a respeito do modelo de Atenção Básica desenvolvido no Brasil e manifestou a necessidade de saber mais a respeito de temas como nutrição e Atenção Primária (APS); controle de doenças não transmissíveis; controle de vetores na APS; e o trabalho do Agente Comunitário de Saúde. 
 
O último encontro na Escola foi com a Vice-Direção de Pesquisa e Inovação. Na oportunidade, Disnardo Gonzáles tratou de questões como a carreira do pesquisador, as formas de financiamento de pesquisa e as linhas e grupos estabelecidos na ENSP. Ele formalizou o convite para a aproximação dos pesquisadores da Escola com o Instituto cubano na intenção de participarem do VII Congresso, assim como do II Colóquio Brasil-Cuba. A visita ocorreu nos dias 6, 7 e 8 de julho de 2016.