FOTOGRAFIAS

AS FOTOS DOS EVENTOS PODERÃO SER APRECIADAS NO FACEBOOCK DA REVISTA.
FACEBOOK: CULTURAE.CIDADANIA.1

UMA REVISTA SEM FINS LUCRATIVOS

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

9ª edição da Conferência Quadrienal de Engenharia Costeira e Portuária em Países em Desenvolvimento (IX COPEDEC)

Resultado de imagem para 9ª edição da Conferência Quadrienal de Engenharia Costeira e Portuária em Países em Desenvolvimento (IX COPEDEC)
O sucesso da Primeira Conferência Internacional de Engenharia Costeira e Portuária em Países em Desenvolvimento (COPEDEC), realizada em Colombo, Sri Lanka, em março de 1983, resultou na subsequente realização desta série de conferências especiais, uma vez a cada quatro anos, em um país em desenvolvimento. Conferências bem sucedidas foram realizadas em Pequim, China (1987), Mombasa, Quênia (1991), Rio de Janeiro, Brasil (1995), Cidade do Cabo, África do Sul (1999), Colombo, Sri Lanka (2003), Dubai, Emirados Árabes Unidos (2008) e Chennai, Índia (2012).

Durante a VI COPEDEC em Colombo, em setembro de 2003, foi assinado um contrato de fusão entre a PIANC, a Associação Mundial para a Infraestrutura de Transportes Aquaviários, e a COPEDEC. Consequentemente, um novo contrato, um novo Comitê Organizador Internacional (IOC) foi formado. A fusão da PIANC e da COPEDEC resultou, com sucesso, na realização de duas conferências PIANC-COPEDEC, uma em Dubai nos Emirados Árabes Unidos (2008) e a segunda em Chennai na Índia (2012).

A Nona Conferência Internacional de Engenharia Costeira e Portuária em Países em Desenvolvimento será realizada pela segunda vez no Rio de Janeiro, em sua Nona edição (IX PIANC-COPEDEC). A cidade mais vibrante do Brasil acolherá o evento entre os dias 16 e 21 de outubro de 2016, sob a égide da ANTAQ, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários.


É extremamente gratificante ver que a 9ª edição da Conferência Quadrienal de Engenharia Costeira e Portuária em Países em Desenvolvimento (IX COPEDEC) será realizada novamente no Rio de Janeiro no período de 16 a 21 de outubro de 2016.

A fusão entre a PIANC e a COPEDEC representa uma excelente oportunidade para que os profissionais das áreas de engenharia costeira, portuária e de navegação se reúnam e compartilhem experiência e conhecimento.


A Agência Nacional de Transportes Aquaviários - ANTAQ foi criada em 5 de junho de 2001, pela Lei nº 10.233 e foi instalada no dia 17 de fevereiro de 2002. Trata-se de um órgão federal, com autonomia administrativa e financeira, diretamente vinculada ao Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil.

Ela regula e supervisiona as atividades portuárias e de transporte aquaviário e tem competências nas áreas de navegação marítima e interior, portos públicos, terminais de uso privado, além do transporte aquaviário de carga e passageiros.

A ANTAQ articula com outras agências e órgãos federais, estaduais e municipais para obter o mais econômico e seguro transporte intermodal de pessoas e mercadorias. Para tal, necessita de eficiência, segurança, conforto, regularidade, pontualidade e frete a preços baixos. Seu objetivo é equilibrar os interesses dos usuários com os de empresas e indústrias, preservando o interesse público. Ela arbitra conflitos de interesses para evitar situações de concorrência imperfeita ou violação da ordem econômica.

Suas atribuições incluem a realização de estudos sobre a demanda de transporte aquaviário, serviços portuários e com relação à composição da frota mercante brasileira. Ela regula o setor, edita regras, e autoriza o funcionamento de empresas de navegação, projetos de investimento e a construção e funcionamento de terminais portuários.

Para cumprir melhor a sua missão, conta com quatorze escritórios regionais, presentes em todas as regiões do Brasil.

A Agência atua por meio de uma Diretoria Colegiada, composta por um Diretor-Geral e dois diretores. Sua missão é:

"Assegurar à sociedade a adequada prestação de serviços de transporte aquaviário e de exploração da infraestrutura portuária e hidroviária, garantindo condições de competitividade e harmonizando os interesses público e privado."

Áreas de Especialidade

  • Navegação Marítima e de Apoio
  • Navegação Interior
  • Portos Públicos
  • Terminais de Uso Privado
  • Transporte Aquaviário de Passageiro e Cargas


Sediar a IX Conferência de Engenharia Costeira e Portuária em Países em Desenvolvimento (COPEDEC) é uma oportunidade para o Brasil mostrar os avanços realizados em portos e zonas aquáticas, além de proporcionar a troca de know-how entre os profissionais do setor.


A PIANC é um fórum onde os profissionais de todo o mundo unem forças:
  • Para fornecer orientações, recomendações e conselhos especializados sobre questões técnicas, econômicas e ambientais relativas à infraestrutura do transporte aquaviário,
  • Para ser o principal parceiro de setores governamentais e privados em projetos, desenvolvimento e manutenção de portos, vias fluviais e zonas costeiras,
  • Para manter a comunidade internacional de transporte aquaviário conectada,
  • E para apoiar jovens profissionais de países em transição.