FOTOGRAFIAS

AS FOTOS DOS EVENTOS PODERÃO SER APRECIADAS NO FACEBOOCK DA REVISTA.
FACEBOOK: CULTURAE.CIDADANIA.1

UMA REVISTA SEM FINS LUCRATIVOS

quarta-feira, 10 de maio de 2017

ENSP oferece 600 vagas em especialização de Gestão de Redes de Atenção à Saúde

A Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP/Fiocruz) está com inscrições abertas, até 15 de maio de 2017, para o Curso de Especialização em Gestão de Redes de Atenção à Saúde - na modalidade à distância. Desenvolvido por intermédio da Coordenação de Desenvolvimento Educacional e Educação a Distância (CDEAD), o curso oferece 600 vagas a profissionais de nível superior que atuem como gestores ou técnicos, nas três esferas de gestão do SUS, além de profissionais e professores das áreas de planejamento e gestão em saúde de todo o Brasil. A coordenação é da pesquisadora Rosana Kuschnir.
 
Em sua última edição, o o Curso de Especialização em Gestão de Redes de Atenção à Saúde recebeu 25 mil inscrições on-line. A procura, na opinião da coordenadora, ratifica a importância da área. “O Curso é fruto de parceria entre a ENSP e o Ministério da Saúde e tem por objetivo dar suporte à constituição de redes de atenção, estratégia central  para o alcance dos objetivos do SUS, buscando a garantia da atenção integral e de qualidade, além de maior eficiência na produção do cuidado. O foco é colocado no planejamento e gestão, em especial nas dimensões de diagnóstico e desenho de estratégias de intervenção, organização da atenção e sua gestão, com ênfase na utilização de mecanismos de coordenação", destacou Rosana. 
 
Ainda de acordo com ela, "tanto a avaliação dos ex-alunos como a qualidade dos trabalhos de conclusão de curso apresentados têm demonstrado o alcance dos objetivos do curso, o que nos deixa imensamente orgulhosos de nossos alunos e da nossa equipe de tutores e orientadores de aprendizagem."
 
O objetivo do curso é apoiar a política de constituição de redes e de (re)instituição do espaço regional, por meio de formação de concepção sistêmica, que propicie a compreensão do processo de construção das redes em suas diferentes dimensões, e da provisão de base conceitual e instrumental que habilite ao planejamento e gestão de redes de atenção à saúde.