FOTOGRAFIAS

AS FOTOS DOS EVENTOS PODERÃO SER APRECIADAS NO FACEBOOCK DA REVISTA.
FACEBOOK: CULTURAE.CIDADANIA.1

UMA REVISTA SEM FINS LUCRATIVOS

domingo, 11 de junho de 2017

2º Seminário de Análise Conjuntural de 2017

IBRE realiza 2º Seminário de Análise Conjuntural de 2017

Para o coordenador do Boletim Macro do FGV IBRE, Regis Bonelli, os indicadores macroeconômicos devem ser impactados pelas mudanças no cenário político nos últimos dias. “Sempre que se tem um aumento de nível de incerteza na economia, tem-se uma tentativa dos empresários de postergar os investimentos porque o horizonte fica mais nebuloso. Isso faz com que algumas das variáveis fiquem mais incertas”, destacou.

O diagnóstico do cenário econômico brasileiro hoje está diretamente associado ao debate sobre a incerteza no ambiente político. Esse deve ser o fio condutor do II Seminário de Análise Conjuntural de 2017, que será promovido pelo Instituto Brasileiro de Economia da FGV (IBRE) no dia 12 de junho, das 16h às 18h, no Centro Cultural FGV. Durante o encontro, economistas irão apresentar análises e projeções para o PIB, inflação, mercado de trabalho e políticas monetária e fiscal.
Para o coordenador do Boletim Macro do FGV IBRE, Regis Bonelli, os indicadores macroeconômicos devem ser impactados pelas mudanças no cenário político nos últimos dias. “Sempre que se tem um aumento de nível de incerteza na economia, tem-se uma tentativa dos empresários de postergar os investimentos porque o horizonte fica mais nebuloso. Isso faz com que algumas das variáveis fiquem mais incertas”, destacou.
Bonelli acredita que os novos dados apontam para um retardamento da retomada da atividade. “Antes estávamos antevendo uma recuperação da economia, só que gradual, mas que chegava ao último trimestre deste ano forte, em comparação com os últimos quatro anos. Esse clima de incerteza leva o IBRE a prever um crescimento lento no final do ano. Significa que vamos entrar em 2018 rodando em uma velocidade mais baixa em comparação com o que achávamos um mês atrás”, analisou.
Participam do encontro, além de Bonelli, os pesquisadores do IBRE: Silvia Matos, Coordenadora Técnica do Boletim Macro; José Julio Senna, chefe do Centro de Estudos Monetários; Salomão Quadros, superintendente adjunto de Índices Gerais de Preços; Aloisio Campelo, superintendente de Estatísticas Públicas; Armando Castelar, coordenador da área de Economia Aplicada, Samuel Pessôa, pesquisador associado da área de Economia Aplicada; e Manoel Pires, pesquisador associado da área de Economia Aplicada.
Para mais informações e inscrições, acesse o site.