FOTOGRAFIAS

AS FOTOS DOS EVENTOS PODERÃO SER APRECIADAS NO FACEBOOCK DA REVISTA.
FACEBOOK: CULTURAE.CIDADANIA.1

UMA REVISTA SEM FINS LUCRATIVOS

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Região Amazônica do Jardim reabre renovada















Um pedacinho da Amazônia na cidade do Rio de Janeiro: essa é a proposta da área que o Jardim Botânico do Rio reinaugura nesta quarta-feira, 14 de junho, depois de uma grande obra de revitalização.
A sistematização da coleção de plantas amazônicas do JBRJ teve início na década de 1920, na administração de Pacheco Leão. A maior parte dessa coleção se concentrou na área que ficou tradicionalmente conhecida como Região Amazônica do Jardim. Agora com novo projeto paisagístico, a área recebeu novas plantas e criou caminhos para que os visitantes possam apreciá-las de perto. Espécies como seringueira, sumaúma, pau-mulato, açaizeiro, andiroba e até o mogno e a castanheira, ameaçadas de extinção, ganham merecido destaque no roteiro de visitação.
O lago foi desassoreado e passou a receber mais luz solar. A cabana do pescador foi reconstruída com base nas moradias tradicionais amazônicas, recuperando as características da cabana original, destruída por uma enchente em 1936. 
Também fazem parte do conjunto o trapiche que dá acesso à cabana e a escultura do pescador, que foi restaurada. No interior da cabana, os saberes e fazeres da população ribeirinha estão representados numa exposição com objetos e fotografias.
Horário: segunda, das 12h às 17h; terça a domingo, das 8h às 17h.
Acesso mais próximo: Rua Pacheco Leão, 101
Ingressos do Jardim Botânico: R$ 15,00 (inteira) e R$ 7,50 (meia)