FOTOGRAFIAS

AS FOTOS DOS EVENTOS PODERÃO SER APRECIADAS NO FACEBOOCK DA REVISTA.
FACEBOOK: CULTURAE.CIDADANIA.1

UMA REVISTA SEM FINS LUCRATIVOS

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Estudo sobre segregação educacional e hiato de renda é premiado pelo CNPq

O trabalho "A segregação racial e espacial no município de São Paulo: O impacto da segregação educacional no hiato de renda entre diferentes grupos raciais" foi premiado pelo CNPq no 14º Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica, na categoria Bolsista de Iniciação Científica, na área de ciências humanas e sociais, letras e artes. O estudo foi realizado pela aluna da graduação da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da FGV (EAESP), Eliana Lins Morandi, sob orientação do professor Gustavo Andrey de Almeida Lopes Fernandes.
A pesquisa tem como objetivo verificar a existência da segregação territorial racial no município de São Paulo e analisar seu impacto sobre a renda. A aluna propôs-se a investigar se a cor e a segregação espacial explicam o hiato de renda no município de São Paulo, e quão importante é a interferência da educação, seja reforçando ou atenuando, nas desigualdades socioeconômicas preexistentes.
O estudo conclui que o hiato de renda está relacionado a um fator anterior ao mercado de trabalho: a segregação escolar, sendo esta, por sua vez, notadamente relacionada com a segregação da rede privada de Ensino Fundamental. A pesquisa mostra, ainda, que a desigualdade de acesso à educação parece manifestar-se não por meio da rede pública, mas da desproporcional composição da rede privada, cuja qualidade precisa ser explorada por meio de outras etapas de ensino.
O estudo completo está disponível no site.